• Selecione a sua página

Os nossos desafios

Apoiar a transformação dos modelos de negócio de acordo com o desempenho, regras e metodologia

"Após vários anos de forte crescimento que levou à transformação e diversificação dos serviços e atividades das instituições financeiras, a recessão forçou os intervenientes do setor a repensar os seus modelos de negócios colocando um maior ênfase em indicadores de desempenho tangíveis e prestando mais atenção às regulamentações e aos riscos.

A elevada volatilidade e a incerteza têm afetado muitos dos grandes negócios que têm sustentado durante anos a sua rentabilidade. Como resultado, as instituições financeiras estão agora a focar-se novamente nas suas principais atividades, para otimizar a eficiência, a qualidade, a inovação e a confiança dos clientes. Muitos sistemas de controlo de faturação e métodos de gestão da eficiência operacional, com origem noutros setores, estão agora a ser postos em prática para o benefício do setor financeiro.

A crise financeira também teve um impacto direto nas regulamentações e na gestão de riscos. Apesar de terem processos e estruturas para otimizarem as suas ferramentas de gestão de risco, os bancos também estão a ser submetidos a um maior escrutínio e a novas regras que irão afetar diretamente as operações e as estratégias de gestão.

Estas tendências estão definidas com base num plano de fundo mais amplo de mudança tecnológica orientada para otimizar a interatividade, a comunicação e o desempenho. Estes desenvolvimentos são fundamentais em todos os níveis do setor financeiro, uma vez que permitirão às instituições financeiras aperfeiçoar as suas estratégias e melhorar os seus serviços e, portanto, destacarem-se dos seus concorrentes."

Réjane Prioux, Marketing Manager - Setor Financeiro e Administração Pública